MOSTRANDO

SÓ PARA LEMBRAR, QUE ALGUMAS VEZES ESTOU POSTANDO NOS OUTROS ESPAÇOS DO SÍTIO, DAQUI. OU ESTOU ISOLADA EM ALGUM SÍTIO DE CÁ, FORA DO MUNDO BLOGAL.


Tenho postado AQUI ou AQUI

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Desastres da minha Serra

É uma situação que mesmo que frequente jamais será naturalmente aceita porque envolve muito mais do que "sòmente" os prejuizos e vidas, mas principalmente o intimo de cada um, suas culpas, sua disponibilidade de atribuir culpas e responsabilidades a terceiros - sempre o governo. Mas ninguem se pergunta REALMENTE onde iriam morar essas pessoas, em condições mìnimamente seguras e dignas, todo esse povo que durante séculos seguiu uma igreja de fé absurda que apontava como ordem " crescer e multiplicar" ao mesmo tempo que afirma a importancia da miséria e desgraça para o atingimento do bem último, enquanto vai enriquecendo ( a igreja, padres, pastores) se apropriando dos bens materiais que seriam mìnimamente indispensáveis para uma vida justa, responsável. Porque como um Homem pode atender ao Deus e á Família, quando o discurso que é transmitido pela "religião" que lhe conforta e sustenta emocionalmente ou diz que precisamos ser pobres para atingir o reino de Deus ( logico, sendo miseráveis tem maior´possibilidade de morrer primeiro, estão aí as estatísticas de morbimortalidade que confirmam isso), ou que só temos algo bom quando Deus (justo?) nos escolhe para a graça. Escolhe uns e outros não, assim, do nada, pela sua "Vontade", experiências, criar personagens para se divertir vendo como reagem a dor...

Não são coisas inevitáveis, não, aí é que mora a questão que nos faz chorar. São inevitáveis porque atendem a este modelo cruel das sociedades. São inevitáveis porque certa fé manda crescer e multiplicar a ponto de não haver espaço para morar ou recursos para alimentação. A culpa? Os governos permitiram ocupações em lugares de risco, mas onde iriam morar sem riscos ? Nos extensos terrenos planos que servem a campos de golf ou quadras de tenis? Ou nas imensas e ricas propriedades das religiões que afirmam que a miséria e a desgraça salvam ? Religião que nega sua origem, que ensina pelo exemplo o egoismo, a importancia de acumular e virar as costas aos pobres, porque ou são pobres por "castigo" de deus ou... Mas eu pergunto, sempre, quais faltas fazem Deus castigar criancinhas ?

Estou falando/escrevendo a toa. Há muitas décadas virei as costas para este sistema, não acredito nesta estrutura nem em Deus, nesse. Mas tenho que desabafar, porque o peito está doendo de tanta dor em torno. Dói sempre. É seguir vivendo, jogando gotas d'agua nos incendios, tentando fazer algo pelos que sofrem, contra a vontade do Deus que se alimenta de dor e ranger de dentes.

São até agora, 356 mortos por deslizamentos de terras, consequencia das chuvas desta segunda feira, mas ainda relatam dezenas de desaparecidos. Nas tres cidades, Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo.  Mas ainda não vi noticias sobre as pequenas que são vizinhas.

.

6 comentários:

disse...

Eu não consigo nem mais expressar a dor que atingiu a todos nós.
E a 'sempre' revolta da falta de açao das autoridades e como eles jogam a culpa nas chuvas que sempre estao acima da média... ahhhhhh... o povo nem é mais tao bobo assim, né?

Bjs

Dona Sra. Urtigão disse...

Rê, o povo não é bobo de esperar que autoridades resolvam o problema?( Ou que só as autoridades tem responsabilidade) Ou por acreditar nas chuvas acima da média?
Eu estou cansada dos que atribuem responsabilidades sempre a terceiros...Entope-se de linguiça salgada nos fins de semana acreditando que o governo tem obrigação e ter "médico e remédio de graça" para um milagre na segunda...Joga-se lixo de qualquer jeito "p'ra fora", produz-se lixo em excesso, mas ninguem quer ver que fora não existe, estamos todos no mesmo planeta...E constrói-se sem as licenças da prefeitura, porque com licenças, não conseguem, ou suborna-se "espertamente" para as devidas licenças indevidas e depois reclama-se do governo que não faz nada, e espera-se ações e donativos. Se toda moradia respeitasse os 30 mts de mata ciliar, certamente teríamos meno vítimas, ou as cotas de altitude ou inclinaçao o terreno... Mas a santamadreigreja manda reproduzir, proibe anticoncepcciomais, e aí toda essa massa humana produzida VAI MORAR ONDE ?

Rubinho Osório disse...

Não posso nem começar a entender a dor desse povo, ou a tua dor e revolta contra tudo que resultou nesta tragédia.
Mas posso dizer com Alice que "É nessa hora hora de solidão que a fé desencontra a razão e faz girar em nós a força estranha da solidariedade e do amor."
Meu coração fica com o teu.

São disse...

Não está falando à toa, não. Quem está agindo à toa e irresponsavelmente, minha amiga, é a igreja que ainda hoje pouco se importa com os pobres e continua dgmática e rica.

Um abraço grande

Dalva Maria Ferreira disse...

Uma tristeza, não dá nem para imaginar. Coitada daquela gente andando sem rumo pelas ruas, sem saber por onde recomeçar a vida. O povo vai se multiplicando e os problemas ambientais também. Sempre houve tragédias, mas não havia tanta informação assim.

Beatriz disse...

Não sinto tanta dor porque todo ano é a mesma coisa. Sinto uma revolta sem grande resultado pelo erro do governo e pelo erro dos prórpios moradores. Não sei se é questão de culpa, mas num mundo ignorante e corrupto a consequencia de uma chuva não poderia ser diferente todos os anos.

Seguidores