MOSTRANDO

SÓ PARA LEMBRAR, QUE ALGUMAS VEZES ESTOU POSTANDO NOS OUTROS ESPAÇOS DO SÍTIO, DAQUI. OU ESTOU ISOLADA EM ALGUM SÍTIO DE CÁ, FORA DO MUNDO BLOGAL.


Tenho postado AQUI ou AQUI

terça-feira, 12 de maio de 2009

SOMOS PRISIONEIROS DA NOSSA HISTÓRIA ?

.

4 comentários:

João Menéres disse...

Acho que muitas vezes somos nós que manietamos a nossa História, que a distorcemos, que a adulteramos conforme a ideia política dominante ou o interesse económico do momento perspectivado.

Um beijo.

paula barros disse...

Não sei bem em que sentido de prisioneiro. No entanto sei que as vivências do passado,principalmente da infância, nos marcam profundamente, e voltam sempre de alguma forma.

abraços

Marcos Dhotta disse...

Caríssima! Obrigado pela visitinha em meu Blog... Se bem que, eu que que tenho que agradecer, né?...Pois estou a fazer um passeio delicioso pelos recantos de matas e pairagens belíssimas.... Nossa! Se eu me permitir mais um pouco,vou embarcar na magia e no clima bucólico deste teu espaço.É possivel até que eu escute o suave canto de uma cotovia, sinta o vento soprando em meu rosto e inconfundível cheiro de mato...Obrigado! Dona Sra Urtigão pelo passeio. Valeu mesmo... Um "Xêro" grande com aroma e alma da Natureza... !!! Já te favoritei e me tornei um seguidor de tuas trilhas e matas bucólicas . Portanto, não mais nos perderemos.

Dona Sra. Urtigão disse...

João,
tanto a história social e política, como as historias pessoais, as vezes parecem retirar a liberdade para novas experiências. Fica-se a desejar algum retorno a dado momento ou passamos a tomar decisões enraizados em algo que presenciamos. Sem coragem para arriscar. Me parece.

Paula, prisioneiros neste sentido mesmo e como tentei me explicar melhor ao João.

Marcos
Agradecida pela visita e pelas palavras gentis, embora com certo exagêro. Tambem passo a visitar suas páginas, aguardando aquela em branco entrar em ...ação.

Abraços.

Seguidores