MOSTRANDO

SÓ PARA LEMBRAR, QUE ALGUMAS VEZES ESTOU POSTANDO NOS OUTROS ESPAÇOS DO SÍTIO, DAQUI. OU ESTOU ISOLADA EM ALGUM SÍTIO DE CÁ, FORA DO MUNDO BLOGAL.


Tenho postado AQUI ou AQUI

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

" Ó Impecável, o modo da bondade, sendo mais puro que os outros, ilumina e livra a pessoa de todas as reações pecaminosas. Aqueles que se situam nesse modo desenvolvem conhecimento, mas ficam condicionados pelo conceito de felicidade "
(Bhagavad-Gita, 14/06)

4 comentários:

Le Vautour disse...

Colega, este livro é grandioso. Assim como o Tao Te King, e pedaços consideráveis dos Vedas, e tantos outros, mas sempre me ponho a pensar: imagine o desgosto daqueles que tiveram que reduzir a palavras pensamentos tão elevados!
Até as entrelinhas são pobres perto do que as jamais-linhas do "eidos" poderiam dizer.
De qualquer forma, loas a todos eles.
Amplexos de duas asas!

Rubinho Osório disse...

Algo a ver com minha recente citação sobre a busca da felicidade?

Nilson Barcelli disse...

Se não existisse o lado mau, o lado bom das coisas também não existia... Seria o paraíso...
Querida amiga, boa semana.
Beijos.

Dona Sra. Urtigão disse...

Olá, amigos.
Rubinho, tudo a ver, né.

Vatour: Leio e releio há anos muitos desses Livros de Sabedoria, mas a dificuldade de apreender é ENORME.

Nilson, mas esta é minha utopia, o paraiso aqui e agora e sempre...

Seguidores