MOSTRANDO

SÓ PARA LEMBRAR, QUE ALGUMAS VEZES ESTOU POSTANDO NOS OUTROS ESPAÇOS DO SÍTIO, DAQUI. OU ESTOU ISOLADA EM ALGUM SÍTIO DE CÁ, FORA DO MUNDO BLOGAL.


Tenho postado AQUI ou AQUI

sábado, 23 de fevereiro de 2013

NÃO É O QUE PARECE !

Disso se sabe, com muita frequencia somos iludidos pelas aparencias, enganados por nossa proprias suposições. Esse "causo"  que conto agora é um desses.
Lá fui eu trabalhar, fazer um "biscate"  já que como aposentada a renda é insuficiente. O que não quer dizer que quando na ativa recebia  o que eu ( familia)  necessitava (mos), mas pelo menos fazendo muitas e muitas horas extras fui tocando a vidinha criando filhos, paridos e não, do mesmo modo e sozinha, sem outros recursos. Então, atualmente, aos "ganhos extras" para o básico, "não-extra", fazendo plantão em eventos, onde e quando me chamam.
Desfile de Carnaval, 2013, em Macaé, grupo B. Meu posto, na concentração das escolas, oba ! Pouca ralação, esperava e confirmei. Muitas fotos,  que gostei,  e bastante aprendizado. Como existem coisas que desconheço ! Quanto conhecimento, costumes ainda vou descobrindo e certamente no caminho a trilhar, mal esboço alguns passos . Pena,  eu queria mesmo saber tudo, mas vou aberta aos ensinamentos, práticos ou morais. Como se a moral não fosse prática.
Mas foi possivel, no muito tempo livre, do meu posto, fazer fotos, observar e vi que as pessoas ao voltarem do final do desfile, iam largando pedaços das fantasias pelo caminho, correndo para vestir a outra de outra escola e ao chão aquele monte de coisas brilhantes, toscamente bonitas. Abandonadas, Percebi então que algumas pessoas da equipe que estava comigo recolhiam uma e outra peças e por que não ? Que ótimas brincadeiras com os netos poderiam se desenvolver dali,   e peguei tambem um treco, que depois fui saber, chamar-se " esplendor" e mais uns trequinhos avulsos, plumas, adereços. Com parcimônia, afinal, voltariamos para o ponto de reunião em ambulancia, não poderíamos atravancar o espaço util com nossos brinquedos.  Ao final do desfile caminhões de lixo recolhendo montes de fantasias, que triste desperdício !
Isso até merece muitas considerações, mas não é o motivo desse relato.
Volta para a base, pego meu quartomóvel  ,( recordar AQUI ) , decido não dormir, afinal, nem muito cansada estava e sigo para casa. Chego às 7:10, horario de verão, de uma segunda de carnaval. Sol nascido, manhã brilhante. Se entrar com o carro no portão, os "peludos" vão latir, muito, vizinhos e visitas não merecem, deixo o quartomóvel na rua, defronte ao portão, os vizinhos vão ver aquela fantasia enorme dentro, que mico, o que vão pensar, decido levar para dentro aquela cangalha e penduro no ombro, junto com bolsa pessoal, bolsa de equipamentos técnicos, câmera,  vou trancando o carro e ... ao mesmo tempo, o vizinho da frente, o rapaz da casa ao lado e o outro, duas  casas abaixo abrem os portões e saem - de madrugada num feriado !   E  sorrindo, acenam..."Ora! A velhinha da casa dos cachorros é foliã ! "

fotos:AQUI

3 comentários:

São disse...

rrssss é sempre assim! Quanto mais recato queremos, mais nos descobrem: é incrível!

Bom fim de semana, Amiga

O Árabe disse...

As aparência enganam, né? Mas nos divertem! :) Boa semana, amiga; sempre uma alegria revê-la.

Rubinho Osório disse...

Não sei a que aparências vc se refere: "velhinha" - o que não és, pelo menos em espírito; "casa dos cachorros" - são eles que mandam na casa? Acho que não; "foliã" - aí, acho que acertaram. Vc faz folia com a vida... vc é, sim, uma foliona de primeira! Não é só aparência, não!!!

Seguidores