MOSTRANDO

SÓ PARA LEMBRAR, QUE ALGUMAS VEZES ESTOU POSTANDO NOS OUTROS ESPAÇOS DO SÍTIO, DAQUI. OU ESTOU ISOLADA EM ALGUM SÍTIO DE CÁ, FORA DO MUNDO BLOGAL.


Tenho postado AQUI ou AQUI

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

OOLÁÁ !

Ficarei "em casa" cerca de 36 horas. Lá onde nasceu o nenem, a Internet é de antena, a mesma antena do unico telefone, celular, e, portanto eu não poderia ficar "alugando" todo o sistema quando os donos da casa necessitavam da linha... Quando eu ficava com vontade de escrever, recorria aos velhos "cadernos de campo". Algumas das coisas que escrevi vou colocar nesta postagem, com a respectiva data, como se tivessem sido postadas nas datas, outras, nos outros blogs, só porque senti muita falta deste espaço e dos amigos que encontrei aqui. E agradeço aos cumprimentos recebidos. E confesso que estou exausta, do stress - de uma obstetra recem-aposentada por ter entrado em crise com as deficiências do sistema e que vai ver uma filha ter filho no "interior"...e um parto que, como não podia deixar de ser, a tal " esmeraldite" que assombra os chamados "profissionais da saude", passou por algumas pequenas complicações...Cansaço da labuta intensificada ou reintensificada já que o Gabriel, com dois anos, sem dispor da mãe tempo integral, tambem ficou estressado. Mesmo assim sobrou um tempinho para algumas curtas caminhadas pelos arredores.



.............................................................
02/11/2008
COIMBRA
( De Minas Geraes )

caminhando em estradinhas rurais de Coimbra, encontro coisas assim:

Em uma pequena nascente


Em uma terra tão degradada que nem pasto pode ser mais...


A persistencia do tronco, com formas que parecem a execução de passo de dança


A delicadeza das espécies que teimam em brotar as margens dos caminhos


A beleza de uma flor da goiabeira abandonada à capoeira


ou de uma volta do caminho.


O Belo manifestado pela natureza, mesmo onde o Humano ( leia-se: ações antrópicas) interfere sem o respeito devido. Ou, pior, com respeito nenhum. Ela, Gaia, orgulhosa, mostra todo seu esplendor, escolhe cores, preserva formas. Tece, pinta. Eu e alguns poucos, temos a honra e o prazer de apreciar.

......................................................................
1/11/2008

HORROR (!!)(??)



Nada ou quase nada é o que parece. O carro está estacionado e o cãozinho dormindo à sombra.

Nestas, o cãozinho vai estraçalhaçar o gatinho, pela comida, ou, só estão comendo juntos




Um flagrante é algo destacado da realidade. Mesmo quando representa um instante desta realidade. Assim como a vida que vai sendo construida pelos arranjos que organizamos em nossas memórias. E os que ainda vamos arranjar, organizar. Os flagrantes são os que escolhemos. Partimos da ênfase daquela cena daquele instante. E elaboramos o que chamamos minha vida. Escolhas.

4 comentários:

Rubinho Osório disse...

Olá, você D. Urtigão. Dias movimentados, não!?!? Gostei das postagens, do bom exemplo de convívio dos animais, da sua luta contra os monstros pernilongos, etc. Faltou foto do rebento, né!
"Ecovila"... coisa chic, não!?

Dona Sra. Urtigão disse...

Olá,Rubinho,
enquanto rearrumo a mochila...
Fotos do Davi , em breve.
Ecovila sim. Um grupo de amigos adquiriu uma área totalmente degradada, onde fica a nascente quase seca de um rio e estão trabalhando com várias frentes de recuperação ambiental e desenvolvimento sustentável, construindo suas casas dentro do que se chama hoje bioarquitetura. Reuso de águas, aquecimento solar, esgotamento sanitário seco, tetos verdes, de grama, entre outras inovações que devem minimizar impactos. Daí não usarem produtos quimicos contra monstros pernilongos ou outros. Chic de verdade.
Abraço!

ROSÁLIA LERNER disse...

Oi complementar amiga.
Pego suas fotos para me emprestar o mundo alheio a urbanidade.
Quero ver os Homens comendo juntos como os ditos antagônicos das fotos.
Você demora mas volta com tudo!!
Um bom abraço

Dona Sra. Urtigão disse...

Rosalia,
pois apesar de tudo,e, ou mesmo por tudo, entre os extremos, a vida é boa demais...
Abraco...

Seguidores