MOSTRANDO

SÓ PARA LEMBRAR, QUE ALGUMAS VEZES ESTOU POSTANDO NOS OUTROS ESPAÇOS DO SÍTIO, DAQUI. OU ESTOU ISOLADA EM ALGUM SÍTIO DE CÁ, FORA DO MUNDO BLOGAL.


Tenho postado AQUI ou AQUI

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Recursos


Descartar ou reusar, reciclar ?
Alem do lixo que produzo, procuro minimizar as marcas que deixo, os recursos que uso. Assim com a eletricidade, por exemplo. Quando foi determinado um sistema de cotas de uso máximo de energia elétrica, eu ja não tinha o que reduzir, pois o número de eletrodomésticos ja era abaixo da média da classe média. A luzinha vermelha não ficava em nenhum momento acesa na casa. Não uso freezer alem da geladeira, nem microondas, forninhos, processadores, o que for. Apenas a lava-roupa é um supérfluo-indispensável e o carro... Ah! Embora eu procure racionalizar seu uso, aqui já confessei extravagâncias...Viagens com nenhum passageiro alem do motorista - eu. Mas no total, no olhara ao redor, ainda tenho créditos de carbono, de sobra. P'ra classe medianamentemédia. Mas na racionalização de uso de energia, tive que recorrer a velas para iluminar a casa para as atividades básicas e mesmo assim ultrapassei por duas vezes a cota.
Roupas? Uso de 10, 20, e até mais, anos atras. Modelos clássicos, roupas indianas, quando não está na moda, tenho HORROR de moda. Todo mundo igual. Não há identificação pessoal, apenas dos grupos de pertencimento. Quando a roupa esta no fim, é porque nem mendigo usaria. Pois ainda usei em atividades da terra, jardins, horta, após cerzidos, remendos, bordados, apliques. Exagero? Nem nos bordados, nem na reciclagem.
Tudo bem, posso ser considerada exagerada, radical, e olha que não sou não! Já vi ecologistas radicais, ecochatos, patrulhando patrulhando. E já convivi com ambientalistas hipócritas, tipo multovocemaseufaço. Mas penso que, se cada um diminuisse um pouquinho seus residuos, se aplicasse a sua vida modos de consumo responsável, quem sabe nossos descendentes ainda poderiam apreciar um pouco das belezas da Mãe Terra, Gaia.

3 comentários:

Rubinho Osório disse...

É bom não cair em extremos, né. Preservar sem deixar de usufruir. É isso aí...

Armando Maynard disse...

Acho que a escola tem um papel fundamental na conscientização das crianças, quando o assunto é saúde e meio ambiente. Pelo menos o meu neto de oito anos, que mora juntamente com minha filha aqui em casa, já mostra isso. Essa semana conversando com o mesmo, falando de sua sabedoria, disse que ele também tinha puxado ao pai, pois o mesmo é inteligente. Foi quando ele disse: "sei não vovô, ele fuma".

Beatriz disse...

Não é exagerada não! Muita coisa que a gente guarda pq são velhas ou inúteis sempre nos serve depois. E economizar pelo menos o básico é fácil não faz quem não quer e viver totalmente na economia é impossível!
=)
A moda é descartável, tolo aquele que a segue cegamente e torna-se tão descartável quanto.

Seguidores