MOSTRANDO

SÓ PARA LEMBRAR, QUE ALGUMAS VEZES ESTOU POSTANDO NOS OUTROS ESPAÇOS DO SÍTIO, DAQUI. OU ESTOU ISOLADA EM ALGUM SÍTIO DE CÁ, FORA DO MUNDO BLOGAL.


Tenho postado AQUI ou AQUI

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Uma velha idiota


Que noite essa! Começou ao anoitecer de uma calma tarde de horário de verão com aqueles probleminhas que se pensa que não o deveriam ser pois se deveria construir o nosso mundo pautado em outros valores, mas...quando as adolescentes chegam em casa e informam problemas de insuficiência na conta bancaria...começa uma dor de estômago, minha velha conhecida. Como? Porque ? Quem sacou a mais ? Que drogas de taxas ? Coisas que só poderiam ser verificadas no dia seguinte. Tóoimm! Lá no fundo, a dor, até as costas. Tomo um chá, mas não "desligo". Estava tudo sob controle... Orçamento restrito, mas suficiente. Putz ! Na véspera, zombara das "sortes do dia" do orkut que dizia " voce nunca mais vai precisar se preocupar com questões financeiras" ao que postei uma mensagem para mim mesma "Como? Vou morrer ? Virar mendiga? Virar beirinha na casa de alguem?". Tá vendo, consequencias da falta de pensamento positivo... Então fui dormir, ver se com o sono a dor passava. Piorou ! Sonhei que minha filha, a 300 km de distancia me ligava pois havia entrado em trabalho de parto e eu...não tinha trocado para os pedágios! Acordei com o abdome distendido, mais dor. Tomei remédio químico! E se isso acontecesse...nesta noite...Para tentar me distrair ligo o PC - "a máquina", e vou ver se ela havia mandado alguma mensagem: Orkut : sorte do dia: "voce hoje vai receber uma ótima noticia por e-mail" HAHAHA! Nem rindo e nem com omeprazol a dor alivia...São quase meia noite. E abro a caixa de mensagens e lá está um e-mail de um amigo de paginas virtuais, com um pequeno comentario, que me faz chegar a um site tãao bom quanto inesperado, com conteudo que ha anos atras eu tinha estudado superficialmente. O choque foi tão grande que...BOW!Chamo o raowl... metáfora para esvaziar o conteudo gástrico através da cavidade oral. Mal deu tempo de correr ao sanitario. E eu não estava com náuseas. Este processo, fez com que a dor desaparecesse completamente. Passeei horas por aquelas maravilhosa páginas, aprendendo, revendo. Uma ótima nova me chegara por e-mail.
Hoje cedo vou aos bancos e como já acontecera outras vezes em situações semelhantes, havia um crédito, em outro banco, sobre serviços prestados há um certo tempo e que eu já pensava ser fundo perdido. É sempre assim. Porque me preocupo? Porque busco meu sofrimento ? Tantas vezes já tive provas de que o necessário sempre me vem. Assim como o supérfluo me é tirado. E eu não aprendo. Não confio no tanto que sou abençoada.

2 comentários:

ROSÁLIA LERNER disse...

U. tirando o título que pega mal como mensagem ao "cosmos"...adorei ser sempre colocada na medida do necessário,não a mais ,e não faltando.
Mas não se denomine assim
nunca mais !!!
Por favor U.

Dona Sra. Urtigão disse...

Rosalia,
sim, voce tem razão...

Seguidores