MOSTRANDO

SÓ PARA LEMBRAR, QUE ALGUMAS VEZES ESTOU POSTANDO NOS OUTROS ESPAÇOS DO SÍTIO, DAQUI. OU ESTOU ISOLADA EM ALGUM SÍTIO DE CÁ, FORA DO MUNDO BLOGAL.


Tenho postado AQUI ou AQUI

sábado, 29 de maio de 2010

FUI !!! Mas volto ! E agradecida por me acompanharem.


Preparando-me para seguir mais uma viagem ou melhor seria dizer, um passeio circular, já que vou chegar aos mesmos lugares, com uma passadinha rápida por um casamento em Ibiuna, S. Paulo, um pequeno circuito a ser iniciado as 4:00 hs da matina deste domingo em Cabo Frio e com fim previsto para as 20:00hs da segunda em Viçosa, MG, perfazendo 1650km, onde vou pousar por mais ou menos 24hs, antes de seguir adiante, como sempre por necessidades que transformo em prazer; estava pensando em algo que tem me ocorrido enquanto dirijo. Mais uma das "reflexões de viagem". É que depois que passei a frequentar também estes espaços, a tal "blogosfera", nunca mais viajei sòzinha. Porque em diversas curvas das estradas ou rodovias, deparo-me sempre com um amigo. Ou "pegando carona" na fé do Rubinho Osório sempre que vejo qualquer prédio de qualquer Igreja, mesmo as que não são evangélicas ( Existe igreja não evangélica? ), ou apreciando a "Arte Cemiterial" da Martha, varais do Eduardo PL, coisas do "tempo do onça" do Marcos Dhota(Caríssimas Catrevagens , alguns amigos, por contingencias das viagens, estão comigo frequentemente, como oimpressionista quando acelerada, lembro-me de uma postagem ou comentario seu antigo onde falava do sentimento de risco por rodar em alta velocidade em meio aos canaviais, ou recentemente ao levantar poeira vermelha, ou oÁrabe, cujas palavras sempre me tranquilizam, quando agitada, o que é frequente por estes caminhos, rementem-me a verdadeiros oásis.Outros amigos mais recentes, como o Cadinho RoCo, encontro quando ando passando pertinho de Grussai ou chegando lá pelas bandas mineiras perto das belohorizontinas, onde encontro tambem a Ana Paula e a Danitza, os poentes marítimos me aproximam do Tossan, ou sentindo-me andarilha, encontro com a Paula Barros , ao olhar qualquer muro ou casa roxa, que se tornam mais frequentes, encontro o Ricardo Soares, penso em como a SÃO sentir-se-ia conhecendo nossas maravilhas coloniais, sem contar uma imensa quantidade de "Vatours" que encontro "pelaí". Quando opto em ir pelo ramo norte das minhas possibilidades e esta palavra faz-me encontrar a Selena, e não pelo ramo sul, desviando-me de Petropolis, sinto saudades da minha cidade e ao pensar nela, encontro-me com a Re ou a SerradoMar. Outros que agora passam aparentemente esquecidos, mas de repente atravessam meus caminhos. Gente, agradecida por tudo! ( Mais uma carona do Rubinho, o Osorio, né.)
Ah! Como ficaram amigos fora desta página, desculpem-me, mas tenho que rever a mala, revisar a roupa de domingo para o casório, tenho que ceder o espaço da única máquina internética da casa para as filhas, e ainda almoço, faxina, etc. Volto outra hora ao mesmo assunto, o mesmo de sempre, viagens e "viagens"

6 comentários:

O Árabe disse...

Boa viagem, amiga. E tenha uma bela semana!

Serra do Mar disse...

Brigada pela parte que me toca. Adorei as imagens de Coimbra, Cajuri e Monte Celeste. Vontade de estar passeando por lá. Até breve.

Rubinho Osório disse...

Ei, amiga viajeira! Não precisava da honrosa menção, mas não nego ter me sentido muito bem com ela. Todo gesto de carinho não passa impune, né?
Conta da viagem e do casório na volta, ok?

Pimenta disse...

Boa viagem, aproveite tudo!
bjo

Beatriz disse...

Eu acho muito legal quando pessoas que nem conhecemos pessoalmente ou conhcemos como outras entram nas nossas vidas e a complementa de alguma forma.

O Árabe disse...

Bom casório... e boa semana! :)

Seguidores