MOSTRANDO

SÓ PARA LEMBRAR, QUE ALGUMAS VEZES ESTOU POSTANDO NOS OUTROS ESPAÇOS DO SÍTIO, DAQUI. OU ESTOU ISOLADA EM ALGUM SÍTIO DE CÁ, FORA DO MUNDO BLOGAL.


Tenho postado AQUI ou AQUI

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Tornando-me paparazzi

É, colega, voce diluia-se no ar, deixando poucos rastros, sumia mesmo e depois voltava, autodepreciava-se, oculto em máscaras que pouco mostrava, depois retorna assim, mas eu sempre seguindo... Até que ...fotografei-ê



DA INTELIGÊNCIA DO URUBU
( Não, colega, não vou elogiar voce, não seja vaidoso, vou falar de alguns parentes seus)
A cada vez que passeio, tenho visto mais e mais grupos destas fascinantes aves. assim, já há alguns anos, percebi que moram num mesmo lugar, ou, vejo bandos deles sempre em mesmos moirões de cercas, com filhotes, escolhendo como moradia fixa locais de farta alimentação, o que não impede que façam longos voos, para melhorar a dieta, ou cumprir sua função, seu dharma de decompositores shivaistas, melhor dizendo, promovendo a limpeza do que nós e toda a natureza depositamos sobre a superfície de nosso planetinha, nossa mãe. Por que a cada vez surgem mais e mais famílias de urubus? Ora, porque a cada vez, nós cuidamos de produzir mais e mais alimentos para êles. Mas o que vou contar e quase não acreditei quando vi, mas vi mesmo numa estrada onde passava, Tamoios, distrito de Cabo Frio, ao entardecer de ontem, e de tão...insólito, me fez parar no acostamento para observar, mesmo estando cansada após 6 hs de estradas e pertinho "de casa", foi que, enquanto o bando aguardava, à beira da estrada, dois espécimes que se dizem carniceiros, pulavam sobre a estrada, em voos curtos, atraindo um cãozinho que corria pela estrada, na vâ tentativa de pegá-los, alvoroçado, correndo entre os automóveis, quase por ser atropelado. Urubus organizando-se para a caça? Utilizando ferramenta - os carros? Fui embora sem presenciar o desfecho, ja que não consegui espantar os bichos ( e confesso, nem tentei, afinal, nem seria possivel). Fui, com a esperança que o transito, que ali é lento, por conta de sinalizadores alcunhados "pardais " permitisse que um ou outros desistissem. Mas, seguramente, me seria insuportável ver o cãozinho ser atropelado.

PS: a foto foi feita na sexta feira, em Coimbra, MG

4 comentários:

Pimenta disse...

Caraca!Eu é que não duvido!

bjo urubulístico.

Rubinho Osório disse...

Por sorte, não tem polegar opositor...

Le Vautour disse...

Ué... essa deve ser a parte dissidente da família. Formando assim quadrilhas? Não é da nossa índole, não, que somos vampiros bonzinhos! Hehehehehe!
Abração com ruflar de asas!

Dona Sra. Urtigão disse...

Amigos,
provàvelmente desviam-se do bom caminho, devido a escassez produzida na região após as hordas de turistas irem embora. Um inverno (turistico) em regiões do mar dá nisso... Imagine o que os seres com polegar opositor tambem em situação de escassez de recursos para sobrevivencia agora, devem estar aprontando...

Seguidores