MOSTRANDO

SÓ PARA LEMBRAR, QUE ALGUMAS VEZES ESTOU POSTANDO NOS OUTROS ESPAÇOS DO SÍTIO, DAQUI. OU ESTOU ISOLADA EM ALGUM SÍTIO DE CÁ, FORA DO MUNDO BLOGAL.


Tenho postado AQUI ou AQUI

domingo, 27 de julho de 2008

De homens, cães e tecnologias

Ainda a pouco eu rolava furiosamente pelo gramado agarrada ao pescoço de um cachorrão. Não, não se trata de uma metáfora para alguma forma de sexo selvagem (ou na selva). Não escrevo por metáforas se não for absolutamente necessário. Não sou romântica nem romancista. Não sou filósofa, nem linguista. Trata-se de um relato de um acontecimento ou fato real. Por um erro de cálculo, deixei dois cães machos em uma parte do terreno onde havia uma fêmea que eu não imaginei que ainda estivesse no cio. E, é óbvio, eles entraram em luta mortal. Um grandão e um pequeno. Me agarro ao pescoço do grandão que sem soltar o menor, me derruba também e assim seguidamente até que uma das filhas chegasse correndo com o vinagre que, aprendemos, é a unica coisa que faz com que o cão abra a boca. Por não respirar, com o acido sobre o focinho. Estou com o corpo dolorido, não sou jovem e a forma física não está das melhores. Escoriações em joelhos e cotovelos. E pensando em como seria confortável se os animais fossem castrados. Como seria confortável se eu fosse uma pessoa de fé. Fé cega, como tôda fé, em algum sistema, na autoridade da igreja que diz que os animais foram postos no mundo para nos servir. (A mesma igreja que outrora declarou que Indios e Negros não tinham alma e, portanto poderiam ser escravizados). Ou fé cega no materialismo, onde não haveriam consequências para nossos atos alem dos propósitos imediatos. Fé cega em algum conhecimento, autor, ciência. Mas não. Penso sempre em diversas alternativas. Como a famosa dúvida de Pascal, depois retomada por Camus...se deus existe... se não...
Uma colega blogueira tem em sua página, uma figura com uma frase que diz "para os animais todos os humanos são nazistas". Pretendemos o direito de definir o que deve ser feito a eles que seja melhor para nós. Assim castramos os "animais de estimação" para que fiquem mais calmos. Inibimos sua função hormonal, tributária de seus processos instintivos. Que estima é essa? Só contratamos funcionários esterilizados? Há quem o faça. Considerada a questão reprodutiva, excesso populacional, que tambem aflige os humanos, eu, deusa superior do destino dos meus cães, obriguei-os a que fizessem vasectomia. Assim não reproduzem mais, mas ...brigam pela fêmea, reproduzem todos os demais direitos de serem cães e eu que me coloquei na posição de guardiã, nem sempre consigo guardar. Nunca posso reclamar de deus,(se é que ele existe, na dúvida...) Então ciclicamente, ocorrem portões e cercas derrubadas, necessidade de permanecer em casa, até que o ciclo passe. Lutas entre humano e cão por êrro humano.
Porque não tenho uma fé cega? ah! seria tão cômodo. Mas na aporia de minhas investigações céticas, permaneço.
Se a metempsicose for fato? se aquele cão for a reencarnação de um avô? ou do amigo da juventude que me procurando para conversar, num momento em que as atividades cotidianas não mo permitiam(?) e eu digo para que volte outra hora, e nunca mais voltou, suicidou-se a seguir, for aquele cãozinho que chorava em meu portão e que acolhi?
Se for fato não a metempsicose mas uma evolução continua dos espiritos, onde os animais domésticos estão proximos aos humanos para lograrem em uma próxima encarnação iniciarem suas jornadas em um nível acima, o nosso?
Se forem espiritos evoluidos que aí estão para nos ajudar em nosso desenvolvimento pessoal?
Se, se, se. Por não ter fé, suspendo o juizo, tento uma conciliação das possibilidades, uma síntese de teses e antíteses, históricamente hegeliana, moralmente kantiana, enquanto tento alcançar a criança nietzscheniana.
Questão de fé ou de loucura? Castração ou lobotomia?

8 comentários:

Domingos Neto disse...

O que será pior para eles? Serem castrados ou se ferirem em lutas quase mortais?

Acho que a castração é um mal menor.

Fart disse...

Urtigão, colega, quanto à postagem abaixo, o único meio de vir ao érebo virtual é apagando o blogue. Não se antecipe, pois você ainda tem muito a dizer a nós todos.
Quanto à metempsicose, partindo-se da premissa da possibilidade, acho estranha. Se for correta a teoria da evolução do espírito, primeiro como princípio inteligente, do mineral para o vegetal, deste para o animal e... bom, somos animais também, embora nos digamos racionais.
Eu não sei se a chegada do chamado livre arbítrio é uma conquista ou se é exatamente o "experimentar do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal". Aí então ascenderíamos numa das linhas da evolução, mas cairíamos, noutra. De qualquer forma, a evolução é onímoda. E é por isso que ficamos achando, muitas vezes, que há animais bem melhores que Homens.
Admitida, porém, a teoria palingenésica, e se pensássemos que ... ah, não. É loucura demais. Vamos deixar para lá. Ou não? Em vez de pensar em metempsicose (regressão), poder-se-ia até pensar em "castigos". Você já estudou a hipótese ideoplástica? Espíritos que, do lado de lá, assumem forma de animais? E se eles fossem "aproximados" dos animais e, de uma certa forma, ligados a eles? (e não seria encarnação, mas apenas aproximação).
Quanto a castração e assuntos correlatos, não me sinto apto a falar sobre tais temas.
Abraços fortes!

Dona Sra. Urtigão disse...

Domingos, eu não gostaria que um ET decidisse o que é melhor para mim e por isso não consigo ter certezas e diz a sabedoria popular que "de boas intenções o inferno está cheio", como também não tenho certeza de existir ou não inferno...e por aí vai, só sei que ...nada ...estou cheia de duvidas e nem concordo com o "nada sei" de Sócrates porque eu acho que alguma coisa eu sei...
Um graaande abraço agradecida pela visita.
PS descobri seu blog técnico que tal fazer um para pessoas leigas de tudo?

Dona Sra. Urtigão disse...

a-SOMBRAção
eu, saudosa dos seus textos, prosa e poesia, bem como do seu daimon e senso de humor,fico muuito feliz com sua visita.
A questão dessa minha constante incerteza é por saber das possibilidades, porem não conhecer o que possa de fato ser o que É.E acho que todas as possibilidades podem ser verdadeiras, como o Jesus teria dito que são muitos os caminhos, isso não deve se referir sòmente a seitas, mas a caminhos de experiência e conhecimento. A questão ideoplástica passa por aí. Construimos o mundo conforme pensamos e talvez o alem mundo.Está tambem em algum lugar dos vedas que, ao desencarnarmos levamos o que construimos com nossos pensamentos, dai se queremos Krishna devemos te-lo constantemente em nossos pensamentos. Ai de mim parece que terei a dúvida pela eternidade e isso pode ser tal qual o inferno.
Quanto a condição de evolução dos espiritos, isto parece, pela constatação das desigualdades existentes,como algo certo.O que não sei é se é linear, històricamente determinado, ou se permite voltas, retornos no Tempo como o conhecemos ( e ai temos a relatividade de Eistein e tudo que decorreu desse saber) Eu fui pedra hoje sou humana, mas eu sou ainda pedra , inseto e humana simultaneamente, atraves das dobras dimensionais, que parece que os físicos afirmam já são onze...e tudo que aprendi, aprendo novamente e experimento a mesma possibilidade de diversas formas e tudo acontecendo no agora da existencia, interferindo cada aprendizado do que creio ser o presente em todos os outros que penso passados.
Por isso que posso abraçar uma a-SOMBRAção. Adoro tudo isso.

Dona Sra. Urtigão disse...

Aquele cão pode ser eu mesma. Várias religiões dizem que somos todos um e parece que a física comprovou e então Lao Tse deve estar certo em relação à não-ação.
Um abraço para, e em voces!

Tiago Paixão disse...

Cara Dona:

obrigado pelas palavras... Eu tenho algumas normas na minha vida... uma delas é não fazer nada pela metade... ou que não seja direito... e outra... é de não fazer o que não me dá prazer...

Pois ai está o que me fez fechar temporariamente o Blog... Eu estou relendo Kafka pra tentar voltar a pensar... eu estava sendo raso e escrevendo só pra tapar buraco... estava me tornando o jornalista que eu sempre odiei... Então... melhor dar tempo!!!

Obrigado por tudo... da forma mais peculiar possível me senti acarinhado sempre que tu me deu o prazer de tua presença por lá... eu ainda insisto que a gente se daria bem por MSN ... mas como tu sempre diz... com calma...

Bjo enorme... publique isso só se quiser... essa não é para os outros... só pra ti... Muito obrigado mesmo

Dona Sra. Urtigão disse...

Caro Tiago,
não concordo co o que dizes, pois fora a questão carnívora, teu blog me apresentou coisas que eu desconhecia e eu, que tenho estrada. m
Mas cada um deve ser senhor de si e de seus próprios passos. Então, antes que desapareças, deixe-me uma indicação de como chegar ao teu msn, que tentarei em breve este novo passo.
Um grande abraço.

Dona Sra. Urtigão disse...

Fart, (se estiver inscrito em "continuação de comentarios")
e Domingos
não sei se voces já conhecem essas teorias mas adorei e gosto de compartilhar. Trata-se de LOGICA PARACONSISTENTE, desenvolvida pelo matemático Newton da Costa. Minha introdução se deu no orkut, comunidade "Dr é quem tem doutorado", forum "Paixão e contradição" Vou investigar mais.Venham junto. Ah! Marcelo tambem, e quem mais se interessar, óbvio.
Um abraço a todos.

Seguidores