MOSTRANDO

SÓ PARA LEMBRAR, QUE ALGUMAS VEZES ESTOU POSTANDO NOS OUTROS ESPAÇOS DO SÍTIO, DAQUI. OU ESTOU ISOLADA EM ALGUM SÍTIO DE CÁ, FORA DO MUNDO BLOGAL.


Tenho postado AQUI ou AQUI

quinta-feira, 3 de julho de 2008

Jogos de vida

Muita gente amanhece triste hoje, afetados pelos pênaltis que não corresponderam aos desejos do povo. Os jornais televisivos irão dispender um espaço enorme em análises de um jogo. Mas pouquíssima gente irá refletir sobre a tristeza de um povo que está perdendo muito mais que um jogo, está perdendo sua vida, suas terras, ocupadas pela ganância dos invasores, madeireiros, pseudo fazendeiros, que querem, sob alegações espúrias, o pouco que restou, a eles, os donos originais de uma outrora grande nação que sabia viver com mais intensidade a Terra, a Vida mesmo, mais do que aqueles que levam a sério ocultar-se em uma pseudo rivalidade de um jogo comercial, e choram, de lágrimas, uma derrota.
Estou amarga, sim. Hoje eu vi num jornal da TV um "Indio" do Brasil beijando a mão do Papa. Pretendia chamar a atenção do mundo para o que ocorre em uma das poucas áreas que lhes resta para terem a ilusão de não estarem confinados,tutelados, prisioneiros que se tornaram por terem cometido o crime de viverem, amarem e respeitarem a mãe Terra, a terra onde nasceram e onde nasceram e morreram seus ancestrais... Um "Indio" da reserva Raposa Serra do Sol, um "indio" capaz de dar a outra face, como propôs o Cristo, àqueles que em nome do mesmo Cristo foram os primeiros a tirar-lhes as terras, a cultura, a vida e a dignidade.
Nós, choramos a derrota da "representação nacional".

5 comentários:

Fabio Rocha disse...

E a mão do Papa, cheia de ouro... Abraços

Sir Fart disse...

Prezada colega (posso chamá-la assim?) blogueira Urtigão, eis que dois assuntos, noto-o, estão interligados: este fato que a Sra. descreve aqui (astonishing - ou não...) e a pergunta que a Sra. me faz sobre a ética, no meu blogue (agora em fase de estagnação, mas que eu considero superior à de des-construção). Sobre a ética, quis ter certeza do que lhe diria. Por isso tenho em mãos o vol. 46 de Britannica Great Books of the Western World. The Third Part, Ethical Life, suggests that we must think... hm...:
"Ethical life is the Idea of freedon in that on the one hand it is the good become alive - the good endowed in self-consciousness with knowing and willing and actualized by self-conscious action - while on the other hand self-consciousness has in the ethica realm its absolute foundation and the end wich actuates its effort. Thus ethical life life is the concept of freedom developed into the existing world and the nature of self-consciousness."
Daí em diante, todo o desenvolvimento, o glosar do mote.
Abraços fortes!

Dona Sra. Urtigão disse...

Fabio,
é certo que a riqueza feita de ouro eles não desejavam acumular, mas pelo ouro tiramos deles a verdadeira riqueza. Agradecida em um abraço sincero.
Sir
sua forma de pensar sempre acarreta reflexão, por isso disse que voce não poderia nos deixar. (É òbvio que pode, mas iria contra os desejos de muita pessoas virtuais)

Shonin disse...

É, mão cheia de ouro. Lembro de quando estudei as cruzadas, e soube de uma que atacou cidades cristãs pelo saque. Parte do tesouro está no vaticano até hoje.
Acho que não existe nenhuma notícia sobre os índios que quando saiba não fique indignado. Acho que não existe nenhuma notícia sobre o papa que quando saiba não fique indignado.
Oh. Droga. Dupla indignação.
Ja-ne. (eu vou parar de fazer parecer uma piada, mas não sei o que fazer quando parar de rir)

Dona Sra. Urtigão disse...

Shonin
É bom que se fique indignado, e também que se consiga rir, porque sem o riso, ficaríamos doentes de tantas causas para indignação.

Seguidores