MOSTRANDO

SÓ PARA LEMBRAR, QUE ALGUMAS VEZES ESTOU POSTANDO NOS OUTROS ESPAÇOS DO SÍTIO, DAQUI. OU ESTOU ISOLADA EM ALGUM SÍTIO DE CÁ, FORA DO MUNDO BLOGAL.


Tenho postado AQUI ou AQUI

terça-feira, 15 de julho de 2008

Revisão

Um rápido e superficial mergulho no inferno ajuda a não esquecer que o inferno existe sim, mas que é possível escapar, pois eu escapei um dia. Deixei para trás a falta de esperança, de perspectivas. E a dor, que de psíquica se converte em doenças e dor física. Trata-se de um alerta, uma necessidade premente de redobrar a atenção pois em algum lugar pode estar disfarçada, escondida, uma outra porta de entrada. Entendo a realização pessoal de Sísifo, a satisfação no transportar de novo e de novo, sua pedra, pela eternidade, estava fora, não deixa de ser um grande ganho.

4 comentários:

ROSÁLIA LERNER disse...

Fuerza
Um abraço
Rosália

Dona Sra. Urtigão disse...

Rosalia,
fico agradecida.

Artsy-Fartsy disse...

Eu havia lido uma postagem em que a Sra. abria seu coração, fazia um belíssimo "confiteor", que me comoveu, mas não consegui deixar o longo comentário que formulara. De qualquer forma, vim para dizer que saber que alguém que considero mais maduro e mais experiente que eu, e que constato ser pessoa muito culta e também inteligente, é humilde o suficiente para dizer "errei, sim!", isso é muito bom.
O prazer de ver uma pessoa ter a coragem de dizer que erra, como eu erro, e como qualquer um erra (embora alguns não confessem) é enorme, pois, ao menos para mim, que erro "sete vezes ao dia", sem sentir-me "justo" nem "iníquo", isto é lição de vida.
Há seres blindados, sem emoções, sem falhas que demandem correção, mas há os seres humanos que erram, despertam, continuam a caminhada e estes últimos fazem-me crer em Teilhard. Há algo, sim, e felizmente sim, além da noosfera. Há uma holosfera, e a Sra., felizmente, já tem um pezinho lá.
Obrigado pela lição de vida!

Dona Sra. Urtigão disse...

Erro sete vezes setenta, ao dia. Sou 'demasiado humana'. Sou covarde também, por isso fugi dos contatos com humanos. Pela fragilidade.
Se há holosfera, terei que reencarnar um milhão de vezes. "Quando há uma nódoa, não há nada que possa removê-la - o Tempo a fará esvaecer"
( Mahabharata )
Um abraço, agradecida pelo apoio!

Seguidores