MOSTRANDO

SÓ PARA LEMBRAR, QUE ALGUMAS VEZES ESTOU POSTANDO NOS OUTROS ESPAÇOS DO SÍTIO, DAQUI. OU ESTOU ISOLADA EM ALGUM SÍTIO DE CÁ, FORA DO MUNDO BLOGAL.


Tenho postado AQUI ou AQUI

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

novidades ?


Hoje ao vir para casa, saindo da casa de um dos filhos, um que sempre se mostrou equilibrado, justo (e agnóstico, ou ateu mesmo) e que transmite pela simples presença este equilibrio, vim pensando que, se tenho algum tipo de equilibrio, de conduta pautada pelo caminho do meio, esta, sem duvida, se deve a uma resultante vetorial decorrente de forças que se produzem pelos e para os extremos. E ao abrir as portas desta minha casa virtual encontro um recado de alguem que considero um amigo e que consola-me apontando para uma normalidade em ser assim. E eu vinha pensando em falar sobre o quanto devo ser anormal, pois vejo(?) as pessoas sempre firmes em condutas, opiniões definitivas, sabendo o que querem e para onde desejam ir. Eu, sempre navegando ao sabor de ondas, atenta às possibilidades de novas experiências, "quebrando a cara", me desesperando ou ficando imensamente feliz, sem meias medidas, com o juizo perdido ou guardado, onde não sei. Fiquei sem as duvidas que ia escrever, pois encontrando um apoio antecipado, fiquei até sem as questões que trazia por 100 km, ao volante do "básico". Agradecida, Furlam.
E daí ? E daí, que no tira e bota, no vai e vem, no balanço das emoções - e ainda bem que me emociono, no sobe e desce das indecisões - e ainda bem que não estou pronta, fechada, pois ainda tenho muito para viver,( pretendo alcançar os 202 como o Tossan), lamentando não ser poeta, artista, não ter nenhum dom desses, que permitem que a pessoa se manifeste em sua intensidade, boto novamente o que tirei desta casa, tiro do porão, revelo, pois é parte de mim e parcela grande do meu ser. Amor ao bem material, porque não? e ódio ao usurpador, para o céu, já não vou mesmo, caso exista; sair da roda de encarnações, tambem ainda não. Então, experimentar as possibilidades que não fazem mal a ninguem, exceto, talvez a mim.

7 comentários:

Furlam Naeto disse...

Colega, você é, para mim, "role model". Infelizes os que se creiam prontos; infelizes os que tenham opinião formada sobre tudo - e olhe que os há! Infelizmente, as opiniões são sempre superficiais, palavras malbaratadas, pensamentos muitas vezes inconseqüentes.
É de Aristóteles o dizer que quem viva sozinho, bastando-se a si mesmo, é deus ou é fera.
Nós, os seres "in fieri", hemos de expirar o derradeiro singulto em dúvida, ciclotímicos, submetidos ao samsara, mas seres-humanos comuns.
Questionar-se é de uma sabedoria eterna. Somos flexíveis, qual o cedro ou o bambu. Não somos deuses - deixe essa tarefa para os legítimos ateus.
Não me agradeça.
Abraços, de quem a admira por ser humana.
Ah, sim: daqui.

Nilson Barcelli disse...

Ainda bem que vc tem muitas dúvidas.
Sabe, desconfio muito daqueles que só têm certezas.

Não é poeta ? Talvez... mas vc faz uma prosa deliciosa.
Eu gosto, daí que faça uma longa viagem para a visitar...

Beijos.

Dona Sra. Urtigão disse...

Furlam amigo
a minha resposta voce já viu, deixo uma pergunta, afinal, "daqui" de onde ?

Nilson, agradecida pela gentileza e atenção.
Abraço!

Furlam Naeto disse...

Ora, colega, daqui. Bem de pertinho, na freqüência (cai o trema e fica o circunflexo? não sei; logo, fica aí a grafia antiga, ainda válida) mental.
Abraços, sempre daqui

Eduardo P.L disse...

Na verdade TODOS os blogs são feitos PARA nós! Os outros se gostarem, que visitem!!!

Bjs

ROSÁLIA LERNER disse...

Que delícia certa fúria,
é sofrido mas atravessa pontes, é bom te ler, porque eu te sinto.

Dona Sra. Urtigão disse...

Eduardo,
por isso vivo lá p'ros lados do varal...

Rosalia,
dias de furia e de ira, de procedimentos em andamento e que não andam, o pior é ficar presa em lugares que não gosto, eu que não tenho o lugar que gostaria de ficar.
Um abraço!

Seguidores