MOSTRANDO

SÓ PARA LEMBRAR, QUE ALGUMAS VEZES ESTOU POSTANDO NOS OUTROS ESPAÇOS DO SÍTIO, DAQUI. OU ESTOU ISOLADA EM ALGUM SÍTIO DE CÁ, FORA DO MUNDO BLOGAL.


Tenho postado AQUI ou AQUI

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

.

E CHOVE , E CHOVE , CADA VEZ MAIS

8 comentários:

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

POIS É, AMIGA!

Com chuva, ou sem, vamos manter o Alto-Astral para 2009...

...e a Esperança é a última que morre!Bjs

Renato Maluf disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sr do Vale disse...

Como diz nossos amigos portugueses, não se apeteie, a chuva é uma benção, mesmo quando traz catástrofe, se observarmos com cuidado, por parte da natureza ela traz mais benefícios que desgraça, mas sua ausência sem dúvida é isto sim uma desgraça.

Vivamos esse momento úmido com prazer.

um grande abraço com cheirinho de chuva e com raios de sol a vista.

Sr do Vale disse...

Quando era criança dizia: Sol e chuva, casamento de viúva.

Nilson Barcelli disse...

Aqui também... e vai chover mais ainda.
Mas pelo menos o frio foi-se.
Um excelente 2009 para vc.
Beijo.

Dona Sra. Urtigão disse...

Vanuza,
muuito bom seu astral. Anima quem está cansada as vezes...

Renato,
limita um pouco, tanta chuva. Diminui minha "independencia", meu carro não vai onde quero, meus cães molhados pulam em mim mesmo assim, as minhas plantinhas estão ficando afogadas, minha infraestrutura não está de acordo. preciso me adequar (já sem trema? )
Um abraço saudoso.

Sr do Vale
sábio foi Lao Tse que aponta o caminho do meio. ( E tambem Aristoteles que situa no meio as virtudes)Será que a tal mãe natureza não leu isso ?

Sr do Vale -2
E chuva e sol casamento do espanhol, mas cadê o sol ? Chego a pensar que sou aquele personagem de desenhos que arrasta consigo a nuvem de chuva ( não o azar ou tristeza que não acredito que existam...só eventos azarados ou tristes)
Abraço
( desafio: ("metida", né?)faça um desenho de chuva, chuva)

Dona Sra. Urtigão disse...

Nilson,
até que de frio eu gosto, embora não saiba o quanto pode ser frio ai. De chuva também gosto, mas a questão é o excesso, a desmedida, que os antigos gregos consideravam erro. Chove demais ha tempo demais.
Abraço.

Furlam Naeto disse...

Prezada Sra. Urtigão, chove. Chove lá fora, chove às vezes dentro em nós mesmos. O mundo espiritual, o mundo d'alma se obnubila, e temos de suplantar.
Facetas da vida.
Obrigado por suas generosas visitas.
Osculo-lhe as mãos.

27 de Dezembro de 2008 12:10

Seguidores