MOSTRANDO

SÓ PARA LEMBRAR, QUE ALGUMAS VEZES ESTOU POSTANDO NOS OUTROS ESPAÇOS DO SÍTIO, DAQUI. OU ESTOU ISOLADA EM ALGUM SÍTIO DE CÁ, FORA DO MUNDO BLOGAL.


Tenho postado AQUI ou AQUI

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

PAROU DE CHOVER

MAS CADÊ O SOL ?
XÔÔ NUVENS !
UM POUQUINHO AO MENOS
PERMITAM-ME BRILHAR AO SOL !
OPS, AQUECER-ME,
AFASTAR O MÔFO.

.




Creio que meus neurônios estão mofando
Sou movida a baterias solares
estou perdendo energia.
Embaçando.
Definhando.
Esvaindo-me.
.

3 comentários:

KrystalDiverso disse...

Tão alegres e dependentes,
Que só nossas mães ousam levantar a voz,
Para acabar como elas tão sós,
De nós, concebidas sementes,
Para que não possa dizer que mentes,
Não me deixes dizer também:
Ai de mim, ai de ti, ai de nós!
Também jamais pensara nesta idade,
Porque dos anos não tinha piedade,
Tão só esquecimento e saudade!

...

Sentida!... Mas feliz.

Escolha entre... beijos e abraços.
Um ano de todos os diaz felizes.

Marcelo Henrique Marques de Souza disse...

Dona Urtigão, se a poesia falasse, diria que as sombras, às vezes, são um 'santo' remédio...

Abraços e um bom ano de 2009 para ti.

Dona Sra. Urtigão disse...

Krystal, bem-vinda.

Marcelo,as sombras importam para a poesia, para a pintura, fotografia, mas confesso que estou necessitando da luz clara do sol...putz...estou sem poder escrever o que iria para não dar duplo sentido num jogo de palavras entre sombras e reflexos.
Abraço, amigo.

Seguidores